Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Banco de notícias > Farmacêutica do Quinta D’Or defende dissertação no IEN
Início do conteúdo da página

Farmacêutica do Quinta D’Or defende dissertação no IEN

A farmacêutica Mônica Assis completou seu mestrado no IEN no dia 24 de janeiro, defendendo sua dissertação “O Uso da Realidade Virtual para a Implantação de um Centro de Radiofarmácia em um Serviço de Medicina Nuclear”. Os orientadores de Mônica foram os professores Antônio Carlos Mól e Julio Cezar Suita, ambos do IEN.

Mônica é atualmente Coordenadora da Farmácia do Hospital Quinta D’Or, e foi designada pela direção da casa para chefiar a implantação um centro de radiofarmácia no local. O desenvolvimento da sua dissertação atendeu a uma demanda dos centros de medicina nuclear, pois o ambiente virtual construído pode servir como ferramenta a ser utilizada para a capacitação e treinamento de profissionais que virão a atuar ou atuam no segmento de radiofarmácia. Sete radiofarmacêuticos avaliaram esta ferramenta e, como regra geral, a aprovaram.

A agora Mestre pelo IEN Mônica de Assis (à direita) é arguida pela banca (completa, à esquerda) durante a sua defesa de dissertação sobre aplicações da realidade virtual à radiofarmácia.

 

Na elaboração da dissertação, Mônica levantou o fluxo operacional da radiofarmácia em dois hospitais que já possuíam centros de medicina nuclear, e estudou as normas pertinentes da Anvisa, CNEN e AIEA. Em seguida, interagiu com a equipe técnica do LabRV (Laboratório de Realidade Virtual do IEN), que fizeram o acabamento do protótipo do software.


Reportagem de Henrique Davidovich

Foto de Ana Paula Saint’Clair

Setor de Comunicação Social do IEN

registrado em:
Fim do conteúdo da página