Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Banco de notícias > Dois pesquisadores do IEN são contemplados em edital da FAPERJ
Início do conteúdo da página

Dois pesquisadores do IEN são contemplados em edital da FAPERJ

Dois pesquisadores do IEN, César Salgado (DIRAD) e Fernando Lamego (SETER), foram contemplados no Edital APQ1 – Auxílio à Pesquisa Básica – 2019, da FAPERJ. A verba, que é de cerca de 50 mil reais para o primeiro e de 32 mil reais para o segundo, está prevista para fevereiro de 2020.

O projeto de Salgado, intitulado “Desenvolvimento de metodologia para monitoramento de homogeneização de produtos em misturadores industriais utilizando raios gama e redes neurais artificiais”, conta com uma equipe de quatro alunos, três de pós-graduação e um de graduação. Os recursos são para a compra de detetores de radiação gama e sistemas de contagem, que serão aplicados em experiências cujo objetivo é validar um modelo teórico de homogeneização de misturas industriais obtido em uma dissertação de mestrado do IEN. O trabalho desta dissertação, realizado pela ex-aluna do Instituto Roos Sophia Dam, resultou em duas publicações em revistas internacionais indexadas.

O projeto de Lamego, intitulado “Impactos da acidificação dos oceanos sobre o pescado: o papel de microrganismos e técnicas nucleares na mitigação”, está inserido no âmbito de um programa de pesquisa coordenado pela AIEA e já conta com financiamento de doze mil euros e participação de dois alunos de mestrado. Alguns dos experimentos previstos serão realizados em parceria com o AquaRio.

A acidificação dos oceanos vem ocorrendo por causa da absorção de parte das emissões de dióxido de carbono, o que prejudica o metabolismo dos organismos marinhos. O estudo visa avaliar, em condições de laboratório, o impacto sobre os mexilhões. Pretende monitorar o crescimento, a sobrevivência e a calcificação desses animais em tanques, de forma controlada, sob diferentes níveis de pH.

Uma técnica nuclear a ser utilizada é a incubação de mexilhões com o isótopo radioativo cálcio-45 para determinar as taxas de calcificação. Também vão ser investigados, dentre os microrganismos associados aos mexilhões, aqueles que poderiam ter algum efeito benéfico visando a mitigação dos impactos observados.

Reportagem de Henrique Davidovich (Setor de Comunicação Social do IEN)

registrado em:
Fim do conteúdo da página